QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 19 de Agosto de 2017
notícias
 ARTIGO
     

A COPA E AS ELEI√á√ēES

  Avaliando  o  que  nos  espera,  apesar  das  evidências,  o  povo adotará uma alta dose de sensação de felicidade com a realização da  Copa  do Mundo,  e  como  que  meio  “idiotizado”  pelo  poder  do marketing  político  que  massifica  as  inverdades  pelas  seqüências das  repetições  de falsas  realizações  públicas,  e toda  essa  grande festa  da  democracia  esperada  para  pós  Copa,  contagiará  o  povo, e este será levado a  acreditar em propostas de um mundo melhor e  como  forma  de  mágica  distanciará  o  eleitor  das  conquistas possíveis  e  aquele  poder  de  consciência  desaparecerá,  pois  onde tudo  é  pouco,  os  candidatos  transformarão  -  o  pouco  em  muito aparentemente, até  que as evidências possam indicar o contrário. Por um momento, muitos dos meus contemporâneos passarão a  acreditar  que  a  Copa  do  Mundo  virá  como  a  fórmula  mágica baseado  em  projetos faraônicos  para  dar  ao  povo  a  ilusão  de  que os serviços públicos, agora terão qualidade e  terão padrão Fifa,  e que,  em  breve,  todos  esses  sofrimentos  e  as  dores  das  causas enfermas  serão coisa do passado, pois a palavra doença sairá das bocas  sofridas  desprovidos  de  convênios  médicos,  todos  terão  o 


estado geral com ausência de doença.  

 

                Até  o  transporte  apelidado  de  público,  ficará  somente  das memórias  imprecisas  daqueles  que  ficam  a  esperar  nos  pontos de  ônibus  a  sonhar  com  os  olhos  dos  políticos,  a  esperar  pelas “estações”  refrigeradas,  com  frigobar  e  biblioteca,  sentados nas  poltronas  imaginárias  que  fazem  massagens  (como  as  dos Deputados),  será que a Copa tem esse poder de transformar tudo e levará as pessoas acreditarem que realmente vamos dar um pulo na  qualidade  de  vida,  onde  nos  tornaremos  pessoas  que  um  dia sonhamos ser?

        Após a Copa virá a grande festa da democracia, e a contagem regressiva  para  as  eleições  até  já  começou.  Os  acordos  estão no  ar,  tem  até  político  querendo  sair  em  busca  de   passaportes para  ocupar  aquele  cargo  é  vitalício,  que  para  alguns  é  chamado de  cemitério  de  políticos,  mas  também  existem  outros  que  estão na  expectativa  de  ocupar  aquela   cadeira  instalada  no  Paiaguás, e  para  alguns  palpiteiros  que  se  autodenominam  de  “Cientista 

Político”,  já  estão  dizem,  que  essa  cadeira  já  tem  dono,  mas  em eleição tudo pode acontecer.      Mas,  a  festa  vai  continuar,  pois  já  começaram  a  contagem regressiva para o futuro, e a única certeza é que o castigo não vem a cavalo, mas agora vem pelo WhatsApp, e ao fim das festas essa multidão ficará a espera das  realizações e até  chegar no ápice da 

sua existência, pagando muito impostos e recebendo pouco retorno em forma de serviços públicos de qualidade.  E  assim  a  vida  continuará  em  busca  de  novas festas  até chegar às próximas eleições, sem Copa e sem Carnaval, mas  para o povo restará as  poucas comemorações que o seu rico dinheirinho possa pagar. 

 

Economista Wilson Carlos Fuá – É Especialista em Administração Financeira e Relações Sociais e 


Políticas - Fale com o Autor: wilsonfua@gmail.com
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Opini√Ķes e Artigos
14/08/2017
02/07/2017
21/06/2016
20/10/2014
11/03/2014
24/11/2013
 menos  1  mais 
Artigos
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2017 - Juara Net