QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 22 de Junho de 2018
notícias
 ARTIGO
     

Veridiana Bonfim Boasek

DEPRESSÃO: o mal do século 21

 De acordo com a OMS a depressão já atinge mais de 120 milhões de pessoas em todo o mundo, estima-se que até o ano de 2030 ela será a doença mais incapacitante do planeta. As síndromes depressivas podem ser divididas em leves, moderadas e graves, de acordo com os sintomas e o grau de acometimento desses sintomas nas atividades da vida diária da pessoa. Geralmente ela inicia com um humor triste e deprimido, é uma tristeza profunda e constante, diferente de uma tristeza por algo que aconteceu no nosso dia a dia. Os sintomas são humor deprimido na maior parte do dia, apatia, perca da vontade de fazer as coisas que geralmente fazia na sua vida diária, aumento do apetite ou falta de apetite, o que gera perca ou ganho de peso significativo, hipersonia ou insônia, agitação ou retardo psicomotor, fadiga, perca de energia, sentimento de culpa, déficit de atenção, déficit de memória, pensamentos recorrentes de morte, se 5 ou mais desses sintomas estiverem presentes em mais de 14 dias já pode ser considerado com uma síndrome depressiva, a classificação será na medida que os sintomas causem sofrimento e prejuízo no funcionamento social, familiar e profissional da pessoa, passa a ser grave quando a pessoa deixa totalmente de fazer suas atividades de vida diária, passa a se isolar e planejar tentativas de suicídio.Existem 3 causas que os médicos consideram, as causas biológicas, como o mau funcionamento do cérebro e de seus neurotransmissores, os hormônios e o sono; os fatores genéticos que são transmitidos de nossos parentes próximos; e os fatores psicológicos, como excesso de cobranças, pessimismo, controle sobre tudo, estresse agudo ou crônico, luto, entre outros; pode ocorrer também em mudanças de fases importantes da vida, por exemplo no início da adolescência, na meia idade ou na velhice.


Em seu livro Mentes Depressivas (2016) a médica psiquiatra Ana Beatriz Barbosa diz que a depressão também pode atingir crianças e adolescentes, e que quando presente ela altera de forma significativa o relacionamento deles com a família, o desenvolvimento do convívio social e o rendimento escolar, além de predispor esses jovens ao abuso de álcool e drogas e aumentar o risco de suicídio. A boa notícia é que o tratamento precoce nessas faixas etárias é capaz de reduzir muito a gravidade e o tempo de duração da doença, além de diminuir significativamente as chances de eles desenvolverem complicações futuras. Os estudos mais recentes mostram que a depressão é uma doença que pode atingir pessoas de todas as faixas etárias, ela não escolhe cor, sexo, raça, condição social e idade, ela está presente em vários lugares e em várias pessoas diferentes, então pode ser um amigo, um vizinho ou um parente, ou até você mesmo, então é importante que ao verificar qualquer desses sintomas presentes procure um médico psiquiatra. É importante também procurar um psicólogo, estudos mostram que o tratamento medicamentoso mais psicoterapia tem um resultado satisfatório, que faz com que a pessoa tenha uma melhor qualidade de vida.

Veridiana Bonfim Boasek

Psicóloga

CRP-18/03985

Atendimento de jovens e adultos

Contato para agendamentos: 66 3556 5456/99991 6383
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Opiniões e Artigos
20/06/2018
29/05/2018
19/05/2018
10/05/2018
09/05/2018
08/05/2018
14/08/2017
 menos  1   2   mais 
Artigos
EDITADO 3
Enquete

Início   -   Eventos   -   Vídeos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conheça Juara
© 2018 - Juara Net