QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 27 de Maio de 2018
notícias
 Economia
     
Votorantim consegue licença prévia para investir R$ 675 milhões em mineração em Aripuanã

 Vinícius Bruno


 

Após três anos da abertura do processo de licenciamento, o Projeto Aripuanã do Grupo Votorantim, recebeu, nesta quarta (25), a licença prévia concedida pela Secretaria de Estado de Meio Ambiente (Sema-MT).Em março, a empresa Nexa, que pertence à Votorantim, teve a licença prévia negada em razão do pedido de vista por parte do Ministério Público do Estado (MPE) e por conselheiros da Federação das Indústrias de Mato Grosso (Fiemt), que hoje referendaram a licença ambiental.Com a aprovação da licença prévia, a Nexa está a um passo de começar o investimento de R$ 675 milhões na construção do que está sendo considerado o maior empreendimento de exploração polimetálica e de beneficiamento de zinco, chumbo e cobre de Mato Grosso, a ser desenvolvido em Aripuanã (a 947 km de Cuiabá).

A previsão é que sejam gerados 600 empregos diretos na região Norte do Estado com a extração de zinco, que servirá para abastecer indústrias de pneus, aço e fertilizantes, extração de chumbo, que abastecerá fábricas de baterias, tintas e esmaltes e na produção de cobre, que é insumo básico para produção de ar condicionado, fios elétricos e aparelhos celulares.O Projeto Aripuanã vai consistir na exploração de uma lavra em mina subterrânea na Serra do Expedito, que fica a 25 km de Aripuanã, cuja produção anual de concentrado de zinco será de 120 mil toneladas, 50 mil (t) de chumbo e 18 mil (t) de concentrado de cobre. O próximo passo será o pedido de Licença de Instalação, que deverá ser pleiteado ainda este semestre.

Produção Mineral

A extração mineral em Mato Grosso ainda é tímida se comparada com outras atividades econômicas, a exemplo da agropecuária, indústria, comércio e serviços. De acordo com o Departamento Nacional de Produção Mineral (DNPM), existem mais de 6,3 mil processos ativos no Estado, abrangendo garimpos e indústrias de extração mineral, nas mais diversas fases de execução, sendo que a maioria desses processos está na fase de requerimento de autorização para pesquisa de viabilidade de exploração mineral.Os números colocam Mato Grosso em sexto lugar no país em quantidade de processos minerais ativos administrados pela Agência Nacional de Mineração (ANM), por meio de suas superintendências estaduais. Em primeiro lugar no ranking Nacional está Minas Gerais com 29 mil processos ativos.Sete produtos são extraídos em Mato Grosso, sendo eles: calcário, água mineral, diamante, ouro, estanho, fosfato e argila. A exploração de ouro somou 16 toneladas em 2017 e é atividade comum em cidades como Peixoto de Azevedo, Pontes e Lacerda e Poconé, conforme informou o superintendente do DNPM-MT, Serafim Carvalho Melo.

De acordo com Serafim, um dos grandes problemas do setor de mineração do Estado é a falta de mão de obra especializada. Dados do Ministério do Trabalho e Emprego (MTE) apontam que o estoque de empregos mantido pelo setor de extração mineral somava 3,2 mil vagas em 2016, conforme últimos dados disponíveis, sendo o setor considerado o com menor abertura de vagas de trabalho no Estado, que naquele ano tinha 771 mil empregados com carteira assinada.Apesar disso, o setor de extração mineral é responsável por ter gerado R$ 6,2 milhões de compensação financeira pela exploração de recursos minerais aos municípios mato-grossenses, onde existe a atividade de exploração mineral.Dados referentes ao Produto Interno Bruto (PIB) de Mato Grosso apontam que em 2014, a extração mineral foi responsável por acrescentar R$ 356 milhões na economia mato-grossense. O PIB de 2014 no Estado foi de R$ 90,8 bilhões, conforme dados do Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística.

 




Fonte: RDNEWS
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Economia
25/05/2018
23/05/2018
16/05/2018
09/05/2018
08/05/2018
07/05/2018
02/05/2018
30/04/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
Enquete

Início   -   Eventos   -   Vídeos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conheça Juara
© 2018 - Juara Net