QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 24 de Novembro de 2017
notícias
 Juara
     
"Eu n√£o desejo nem para um cachorro, ver o filho morto com um tiro na nuca", diz pai de dentista de Juara

 LUIS VINICIUS


 

“Eu não desejo isso nem para um cachorro ver o filho morto com um tiro na nuca, igual eu vi”. Esse é o relato do fazendeiro João Cláudio Gaspar, pai do dentista Josilei Gaspar que foi assassinado com dois tiros, após ter sido sequestrado em sua caminhonete Hilux, na tarde do último domingo (24), na cidade de Juara (640 km de Cuiabá). Em entrevista exclusiva ao HiperNotícias, João afirmou que seu filho era um “homem de Deus” e não acredita que ele tenha sido vítima de latrocínio. “A minha situação está muito difícil. O que fizeram com o meu filho e da forma que eu vi ele morto, eu não desejo nem para um cachorro. Amarraram as mãos e os pés do meu filho e deram um tiro nas costas e um na nuca dele. Eu não sei pra que fazer isso. Eu vi pedaços do cérebro do meu filho. Não me deixaram chegar perto, eu vi meu filho a uns 10 metros, morto, vestido com um terno. É muito triste ver um filho dentro do caixão. Ele não estava parecendo meu filho, estava muito diferente”, disse emocionado João à reportagem.O fazendeiro afirma que mora na cidade há mais de 30 anos e que não sabe quem possa ter cometido o crime. 

“Eu moro em Juara desde 1985. Criei meus filhos aqui na cidade e nunca tive problema com ninguém. Não sei o que possa ter acontecido com o meu filho. Espero que a Justiça trabalhe para poder encontrar realmente quem fez isso com o meu filho".João contou que Josilei estava se preparando para ir a um casamento com o pessoal da igreja, quando foi rendido por três bandidos.“No dia que meu filho foi pego, ele estava se preparando para ir a um casamento. O pessoal da igreja e da família estava na casa dele e depois de certa hora, todo mundo foi para a igreja e ele ficou para colocar a carne na geladeira e disse que logo aparecia no casamento. No entanto, ele demorou para aparecer, e o meu outro filho começou a ficar preocupado e começou a ligar para ele. Só que ele não atendeu o celular e nem respondeu as mensagens. Foi quando todo o desespero começou”, explicou.

Por fim, chorando muito durante a entrevista, João disse que espera a Justiça dos e de Deus. "Espero que esse crime não fique impune. Eu não entendo porque ele foi brutalmente assassinado. Quero apenas deitar e pensar que isso foi um pesadelo. Meu filho tinha uma vida pela frente e foi executado. E nós que ficamos aqui estamos quebrados, detonados e mortos por dentro. Meu coração transborda de dor", concluiu.

O caso

Após ficar sozinho em sua chácara, três bandidos encapuzados invadiram o local e renderam o dentista. Eles amarraram Josilei e o sequestraram o levando em sua caminhonete Hilux. O caso aconteceu no sábado. No domingo o corpo de Joselei foi encontrado numa estrada de chão, próximo ao Rio Arinos. Após o sumiço, familiares foram até a chácara, mas não encontraram o dentista. No local, os parentes viram que os móveis da residência estavam todos revirados. Logo, eles acionaram os policiais militares da região que saíram em buscas da vítima com apoio do Grupo Especial de Fronteira (Gefron).No domingo, a caminhonete foi encontrada em Cáceres (240 km de Cuiabá). Já Josilei foi encontrado de bruços com dois tiros na nuca e nas costas. Na segunda-feira, dois homens foram presos suspeitos de participarem do crime.O caso está sendo investigado pelo delegado Carlos Henrique da Polícia Civil de Juara.

 




Fonte: Hiper Noticias
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Juara
23/11/2017
20/11/2017
15/11/2017
14/11/2017
08/11/2017
07/11/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2017 - Juara Net