QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 20 de Novembro de 2017
notícias
 Juara
     
MPE de Juara j√° instaurou 11 Inqu√©rito C√≠veis contra prefeita de Juara e cobra a√ß√£o da C√Ęmara de Vereadores

Imagem:Showdenoticias 


 O Ministério Público Estadual, através do promotor de justiça, da Promotoria Pública de Juara, Dr. Osvaldo Moleiro Neto, encaminhou na manhã dessa sexta-feira, 27 de outubro, oficio para todos os vereadores, com cópia para a imprensa, contendo informações sobre adoção de providências, de acordo com o Decreto de Lei Nº 201/1967, referentes aos procedimentos abertos pela instituição, contra a prefeita de Juara, Luciane Borba Azoia Bezerra (PSB) e cobrou ação dos parlamentares e da Câmara de Vereadores, com relação às denúncias.O promotor também encaminhou cópia da denúncia oferecida pelo MPE-MT, em face da prefeita de Juara, Luciane Bezerra e outros, para ciência e adoção das providências que os vereadores entenderem necessárias, de acordo com o decreto 201/1967.


 Dr. Osvaldo acrescentou ainda, que em 2017, a prefeitura de Juara já realizou 23 (vinte e três) dispensas de licitação; 17 (dezessete) cartas convites e 05 (cinco) tomadas de preços, todas em investigações por suspeitas de fraudes ou irregularidades nos procedimentos.

 Segundo o promotor, só esse ano, na Promotoria de Justiça de Juara, já foram instaurados outros 11 (onze) Inquéritos Civis, todos relacionados com irregularidades em licitações e contratos administrativos.Além desses casos, o Ministério Público também ingressou com Ação Civil Pública, de código 100390, tendo em vista que a prefeita de Juara, não vem respondendo diversos ofícios requisitórios, inclusive dos vereadores da Câmara de Vereadores de Juara, conforme informado pelos próprios parlamentares.

 Em seu ofício, o Promotor Osvaldo Moleiro Neto, cobra ação dos parlamentares e da Câmara de Vereadores, dizendo que: “No entanto, surpreende o fato de que, até o momento, nada de concreto foi realizado pela Câmara Municipal de Juara, visando a responsabilização da prefeita de Juara, por infracções politico administrativas, nos termos do artigo 4º do Decreto Lei nº 201/1967.

 A Câmara de Vereadores deve se pronunciar a respeito. 

Saliente-se que o artigo 4º do Decreto Lei 201/1967, estabelece que: 

Art. 4º São infrações político-administrativas dos Prefeitos Municipais sujeitas ao julgamento pela Câmara dos Vereadores e sancionadas com a cassação do mandato: 

I - Impedir o funcionamento regular da Câmara; 

II - Impedir o exame de livros, folhas de pagamento e demais documentos que devam constar dos arquivos da Prefeitura, bem como a verificação de obras e serviços municipais, por comissão de investigação da Câmara ou auditoria, regularmente instituída;

 III - Desatender, sem motivo justo, as convocações ou os pedidos de informações da Câmara, quando feitos a tempo e em forma regular;

 IV - Retardar a publicação ou deixar de publicar as leis e atos sujeitos a essa formalidade; 

V - Deixar de apresentar à Câmara, no devido tempo, e em forma regular, a proposta orçamentária; 

VI - Descumprir o orçamento aprovado para o exercício financeiro, 

VII - Praticar, contra expressa disposição de lei, ato de sua competência ou emitir-se na sua prática; 

VIII - Omitir-se ou negligenciar na defesa de bens, rendas, direitos ou interesses do Município sujeito à administração da Prefeitura; 

IX - Ausentar-se do Município, por tempo superior ao permitido em lei, ou afastar-se da Prefeitura, sem autorização da Câmara dos Vereadores; 

X - Proceder de modo incompatível com a dignidade e o decoro do cargo.




Fonte: Show de Notícias/MPE Juara
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Juara
20/11/2017
15/11/2017
14/11/2017
08/11/2017
07/11/2017
03/11/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2017 - Juara Net