QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 17 de Agosto de 2018
notícias
 Mato Grosso
     
Em vídeo, suspeito de matar namorada pede que ela reze "Pai Nosso" antes da morte

 Após publicação de um vídeo, supostamente gravado momentos antes da morte da jovem Vanessa Tito Poquiviqui Ramos, de 21 anos, no bairro Três Barras, em Cuiabá, a Polícia Civil solicitou exames toxicológico, alcoolemia, resíduos de pele e unha e necropsia para saber se a jovem ingeriu algum tipo de bebida, veneno ou remédios.


 

 

 

O que chama atenção, é que em determinado momento, o suspeito chega a rezar a oração do "Pai Nosso" e, mesmo com a voz embargada, Vanessa tenta acompanhar o namorado.  Ainda no vídeo, que circula nas redes sociais, Vanessa aparece totalmente fora de si, dizendo palavras incompreensíveis e fora de nexo. Para alguns especialistas, a jovem está "agonizando por conta da dor". As imagens, segundo a polícia foram gravadas pelo ex-companheiro da jovem, que pede pra ela se levantar, reagir e em seguida a indaga: "porque você fez isso, Vanessa?". No primeiro laudo técnico dos médicos legistas do Instituto Médico Legal de Cuiabá, o motivo da morte de Vanessa seria asfixia e espancamento. No início da filmagem, espalhada pelas redes, ela aparece sangrando pela boca e com dificuldade na fala.  Já em outro trecho do vídeo, que tem pouco mais de 15 minutos, Vanessa cai da cama. No rosto dela é possível ver machucados no queixo e testa feitas com algum objeto cortante. Ela aparece só de calcinha e blusa. "Ai, vai machucar ai. Depois vão falar que...", diz o rapaz que filma os minutos finais de vida da jovem.  Por conta dessa imagem, a Delegacia Especializada de Homicídios e Proteção a Pessoa (DHPP), da Polícia Judiciária Civil, informa que já tem conhecimento das imagens e acredita que a divulgação do vídeo, por parte do suspeito, é uma tentativa de mudar a linha de investigação. "A Polícia Civil, em razão das investigações e também em respeito a família da vítima, considera prejudicial a divulgação ou compartilhamento do vídeo, que demonstra clara tentativa do investigado em desmontar a linha de homicídio qualificado como feminicídio, da investigação", diz trecho da nota da DHPP.   O vídeo é analisado pela Núcleo de Inteligência da Delegacia, sob o comando da delegada Alana Cardoso, para saber o momento e as circunstâncias em que foi gravado. O principal suspeito do homicídio é o companheiro da vítima, Maycon Junior da Silva Dantas, 30 anos, que está com prisão temporária (30 dias) decretada pela 2ª Vara de Violência Doméstica de Cuiabá. Ele é  considerado foragido da Justiça.

 

 

 

Entre as diligências desenvolvidas no inquérito policial é aguardado o resultado de exames da Perícia Tecníca e Oficial (Politec). 

 




Fonte: Hiper Noticias
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Mato Grosso
16/08/2018
15/08/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
EDITADO 3
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2018 - Juara Net