QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 23 de Junho de 2018
notícias
 Mato Grosso
     
Polícia Civil prende dois homens por estupros de menores em MT

 Dois mandados de prisão preventiva contra suspeitos de estupro de vulnerável foram cumpridos pela Delegacia Especializada de Defesa dos Direitos das Crianças e Adolescente (Deddica), da Polícia Judiciária Civil, hoje. O primeiro investigado, de 49 anos, teve o mandado de prisão decretado pela Justiça, após ser descoberto por abusar sexualmente, de sua enteada, sob ameaça de morte, uma adolescente, de 12 anos. Os estupros ocorriam com frequência na casa onde a garota morava com a mãe da vítima, em um bairro em Cuiabá.No local, outra criança, de 8 anos, presenciava quando o suspeito entrava no quarto com a menor e trancava a porta. A caçula ouvia a irmã gritar pedindo para que o padastro parasse. Amedrontada a criança se cobria e sentia medo que o padrasto fizesse o mesmo com ela.De acordo com o delegado, Daniel Lemos Valente, após denúncia, em abril deste ano, os policiais civis passaram a investigar o caso, constando que além do estupro e ameaças, o padrasto agredia fisicamente as crianças.


“As vítimas revelaram que o homem não as deixava  irem ao banheiro, racionava comida e água, obrigando muitas vezes, as crianças fazerem suas necessidades nas roupas”, contou o delegado.Diante dos indícios e provas colhidas, a Deddica representou pelo mandado de prisão preventiva do suspeito, por estupro de vulnerável e ameaça. A ordem foi deferida pela Justiça e o mandado cumprido. O preso foi conduzido à Especializada, interrogado e seguirá para audiência de custódia.Já o segundo preso, de 61 anos, estava com o mandado de prisão preventiva em aberto, por estupro de vulnerável contra uma menina, de 8 anos. O idoso é companheiro da avó materna da vítima. Os estupros aconteciam na residência onde a avó morava com o suspeito, na capital.

A descoberta foi feita pela mãe da menor, após a criança inocentemente relatar que o avô passava e colocava o dedo e o órgão genital em suas partes íntimas. No decorrer das investigações e, com provas de crime, o idoso teve o pedido de prisão preventiva representado pela Polícia Civil.O preso também seguirá para audiência de custódia.




Fonte: Sonoticias
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Mato Grosso
22/06/2018
21/06/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
EDITADO 3
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2018 - Juara Net