QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 16 de Agosto de 2017
notícias
 Pol√≠tica
     
Taques diz que j√° tomou provid√™ncias e ‚Äún√£o tem mais o que falar‚ÄĚ sobre grampos ilegais

 Lucas Bólico/ Jardel P. Arruda


 

O governador Pedro Taques (PSDB) afirmou na manhã desta segunda-feira (15) que tomou as providências que lhe cabiam com relação à denúncia de grampos ilegais operados pela Polícia Militar em Mato Grosso e que não há mais o que falar sobre o caso. As declarações foram feitas após evento de cerimônia de entrega de 1.281 unidades habitacionais do residencial São Benedito, em Várzea Grande, que contou com a presença do ministro das Cidades, Bruno Araújo.Após a veiculação da reportagem do Fantástico na noite de domingo (14) sobre o assunto o promotor de Justiça Mauro Zaque concedeu entrevista à Rádio Capital na manhã de hoje e afirmou que além de avisar o governador sobre os crimes por meio de um protocolo – questionado por Taques - também tratou do assunto pessoalmente quando ainda era secretário de Segurança, tendo Fábio Galindo como testemunha.“O que o promotor Mauro Zaque falou eu já dei uma entrevista coletiva, não tenho mais o que falar, ele não trouxe absolutamente nada de novo”, desconversou Pedro Taques. 

“As providencias que eu como governador do Estado teria que tomar, eu as tomei. Agora, caberia ao promotor colocar no papel. Que um governador, uma autoridade todos os dias recebe notícias de fofoca, disso, daquilo... se o governador mandar embora todo mundo por fofoca nós não vamos ter ninguém que assuma”, completou.Taques também preferiu não comentar a proposta de CPI para investigar o caso, anunciada na noite de ontem pela deputada Janaína Riva (PMDB), um das vítimas dos grampos. “O Legislativo é independente”, limitou-se a dizer. O governador também foi questionado se concordava com a posição do secretário de Comunicação, Kleber Lima, que afirmou no whatsapp que a deputada já expõe sua privacidade nas redes sociais. “Em absoluto, gente. Grampo é coisa gravíssima, tem que ser investigado, independente de seja lá quem for”, finalizou. 

 

 




Fonte: Olhar Direto
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Pol√≠tica
15/08/2017
14/08/2017
12/08/2017
11/08/2017
10/08/2017
09/08/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2017 - Juara Net