QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 18 de Julho de 2018
notícias
 Pol√≠tica
     
Governo confirma libera√ß√£o de R$ 496 milh√Ķes do FEX para MT em dezembro

 Carlos Gustavo Dorileo


 

O Governo Federal confirmou nesta segunda-feira (30) a liberação do Auxílio de Fomento às Exportações (FEX) no valor de R$ 1,9 bilhão para o mês de dezembro. O senador Wellington Fagundes (PR)  foi comunicado sobre o encaminhamento do projeto de lei regulamentando a entrega dos recursos para os estados exportadores de produtos primários e semielaborados pelo ministro do Planejamento, Desenvolvimento e Gestão, Dyogo Henrique de Oliveira. O estado de Mato Grosso deve receber cerca de R$ 496 milhões.

Relator da Lei das Diretrizes Orçamentárias (LDO), Fagundes assegurou em seu parecer a obrigatoriedade do Governo incluir os valores do FEX na Lei Orçamentária Anual (LOA) de 2017. O FEX é uma compensação feita pela União aos estados beneficiados com a Lei Kandir, que desonera o ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadoria e Serviços) sobre exportações de produtos primários e semielaborados.“Agora, vamos trabalhar pela rápida votação dessa matéria, tanto na Câmara como também no Senado, inclusive com pedido de urgência nas votações”, afirmou o senador.Ainda conforme Fagundes,  25% do valor será destinado aos municípios. Mato Grosso, por ser o maior exportador de grãos do Brasil, será um dos estados que receberá o maior volume de recursos do FEX, algo em torno de 26,16%.

“Isso vai permitir que tanto o Estado como os municípios possam fazer um planejamento para cumprir com seus compromissos, especialmente no final de ano. É um recurso que chega num momento crucial, em função da grave crise fiscal que o Brasil está enfrentando”, afirmou.De acordo com a mensagem assinada pelo ministro da Fazenda Henrique Meirelles, o montante relacionado ao FEX será entregue na forma fixada pela Secretaria do Tesouro Nacional do Ministério da Fazenda, sendo pago em uma única parcela a partir de dezembro de 2017, condicionada à existência de recursos financeiros para cumprimento da meta de resultado primário estabelecido na Lei de Diretrizes Orçamentárias.A Lei Kandir, de 1996, desonera a cobrança estadual do ICMS (Imposto sobre Circulação de Mercadorias e Serviços) sobre a venda de produtos primários e semi-elaborados a outros países. À época, a medida tinha como objetivos incentivar as exportações brasileiras e tornar os produtos nacionais mais competitivos no exterior.




Fonte: Olhar Direto
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Pol√≠tica
17/07/2018
16/07/2018
12/07/2018
11/07/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
EDITADO 3
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2018 - Juara Net