QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 24 de Novembro de 2017
notícias
 Pol√≠tica
     
Ex-secretários de Taques deixam a cadeia após 35 dias

 RAFAEL DE SOUSA


.

O ex-secretário da Casa Civil Paulo Taques deixou o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC), na noite desta terça-feira (31), onde ficou 35 dias preso por supostamente obstruir as investigações do esquema de escutas telefônicas clandestinas em Mato Grosso.Taques foi solto por determinação do ministro do Superior Tribunal de Justiça (STJ), Mauro Campbell, que determinou a soltura de sete réus do esquema que estavam presos por força da Operação Esdras, da Polícia Civil, determinada pelo desembargador Orlando Perri, do Tribunal de Justiça do Estado.Ao deixar o CCC, Taques não quis falar com a imprensa, mas garantiu se pronunciar em momento oportuno.

Imagem:ReporterMT


 

Paulo Taques é considerado líder do esquema de escutas ilegais no âmbito das Polícias Civil e Militar do Estado, inclusive teria dado, segundo confissões do cabo da PM Gerson Corrêa, R$ 50 mil ao ex-comandante-geral da Polícia militar, coronel Zaqueu Barbosa e ao ex-chefe da Casa Miliar Evandro Lesco, para aquisição do sistema Sentinela, software usado para grampear telefones.A decisão do ministro Mauro Campbell também colocou em liberdade o ex-secretário de Segurança Pública (Sesp), Rogers Jarbas, o ex-secretário de Justiça, Siqueira Júnio, o ex-chefe da Casa Militar Evandro Lesco e a mulher dele, Helen Lesco na noite desta terça-feira. Outro que ganhou direito a responder em liberdade foi o sargento da PM, João Ricardo Soler.Um pouco mais cedo, o major da Polícia Militar Michel Ferronato, que estava preso no Batalhão de Operações Especiais (Bope), também foi liberado pela Justiça.A revogação das prisões ocorreu em caráter monocrático e atende aos pedidos das defesas dos réus sobre o argumento de que eles não representam mais riscos às investigações já que o processo, agora, corre no STJ.Com a decisão, somente o ex-comandante-geral da Polícia Militar, coronel Zaqueu Barbosa e o cabo Gerson Luiz Correa Júnior permanecem presos por envolvimento no esquema.




Fonte: Reporter MT
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Pol√≠tica
23/11/2017
22/11/2017
21/11/2017
19/11/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2017 - Juara Net