QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 20 de Setembro de 2018
notícias
 Política
     
Avião que pertencia a ex-governador de MT condenado por corrupção passa a ser usado pela segurança pública do estado

Foto: Sesp-MT/ Divulgação 


Por Lislaine dos Anjos, G1 MT


A aeronave que pertencia ao ex-governador de Mato Grosso, Silval Barbosa (MDB), dada ao governo do estado após acordo com a Justiça, passou a integrar a frota do Centro Integrado de Operações Aéreas (Ciopaer), da Secretaria Estadual de segurança Pública (Sesp-MT), na semana passada.A aeronave, avaliada em R$ 900 mil, passou por manutenção e recebeu as cores da bandeira do estado, sendo apresentada durante a inauguração do novo hangar do Ciopaer no Aeroporto Marechal Rondon, em Várzea Grande, região metropolitana de Cuiabá.O avião faz parte dos bens devolvidos por Silval Barbosa, como forma de restituir os cofres públicos, após ter o acordo de delação premiada homologado pela Justiça, onde confessou ter participado de um esquema de corrupção no governo durante a gestão dele.

De acordo com o comandante do Ciopaer, tenente-coronel Juliano Chirolli, a aeronave foi usada em voos de teste e, após a inauguração do hangar, entrou oficialmente em operação, inclusive com uso previsto nesta semana.“O que mais demorou foi a transferência dos documentos para o estado e a manutenção aeronáutica, porque precisávamos nos certificar, através de uma oficina, sobre as condições operacionais. Ela passou por uma vistoria para saber se estava em condições de uso”, explicou.A aeronave, modelo EMB-810D, prefixo PT- VRX, Sêneca III, do ano de 1995, tem capacidade para seis pessoas.

Devolução de bens

Em acordo de delação firmado com a Procuradoria Geral da República (PGR), que foi homologado pelo Supremo Tribunal Federal (STF), Silval Barbosa confessou uma série de esquemas criminosos envolvendo políticos, conselheiros do Tribunal de Contas do Estado (TCE) e empresários.Silval também confessou, em depoimento prestado à Delegacia Fazendária em junho de 2017, que desviou dinheiro público, com a ajuda do filho, de ex-secretários, e de outras pessoas. Um dos motivos para o crime seria o pagamento de dívidas de campanha.

 




Fonte: G1MT
 0 Comentários  |  Comente esta matéria!
 Mais Política
17/08/2018
16/08/2018
15/08/2018
14/08/2018
13/08/2018
09/08/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
EDITADO 3
Enquete

Início   -   Eventos   -   Vídeos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conheça Juara
© 2018 - Juara Net