QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 15 de Agosto de 2018
notícias
 Pol√≠tica
     
Taques questiona falta de investigação de suposto rombo causado pela família Riva

Tarso Nunes e Airton Marques do RDNews


 

O governador Pedro Taques (PSDB) afirma que a Assembleia é independente para criar qualquer CPI, inclusive as dos Grampos, que tem por objetivo investigar seu suposto envolvimento no caso que ficou conhecido como Grampolândia Pantaneira. “Não tenho nenhum envolvimento nisso. Pedi que o STJ me investigasse”, explica o tucano em visita à sede do RDNEWS .A líder de oposição, deputada estadual Janaina Riva (MDB), conseguiu 10 assinaturas e apresentou o requerimento para a instalação da CPI dos Grampos, na manhã de hoje (07). No entanto, a Comissão não deve ser instalada ainda, em razão que três outras já estão em andamento. A quarta só seria possível com apoio de 16 parlamentares. A emedebista buscará à Justiça.Apesar de Taques afirmar que o Legislativo é independente, o tucano atacou a deputada. Disse que no passado o pai da deputada, José Riva, foi responsável por rombo de milhões na Assembleia, que não foi investigado pelos parlamentares da época. "Aliás, a antena de TV que está lá na Assembleia o pai da deputada e a mãe (Janete Riva) estão envolvidos, inclusive, nos trilhos do VLT e não houve CPI”.

Sobre o VLT, Taques refere-se há suspeita de Riva ter utilizado sua esposa como “testa de ferro” para adquirir 40% da empresa Multimetal Engenharia e, posteriormente, ser subcontratada pelo Consórcio CR Almeida por R$ 11,5 milhões. Essa investigação faz parte do inquérito policial que autorizou a deflagração da Operação Descarrilho, em agosto do ano passado.A mesma empresa, segundo o Ministério Público Federal, teria construído a torre de transmissão da TV Assembleia. A obra custou R$ 6 milhões e foi feita quando José Riva presidia o Legislativo.

Grampos

A apresentação do requerimento para a criação da CPI dos Grampos foi em razão do depoimento do cabo da PM, Gerson Correa, à Justiça, afirmando que o governador e seu primo e ex-chefe da Casa Civil, Paulo Taques, foram responsáveis pela instalação de escutas telefônicas clandestinas.Taques sustenta ainda que não conseguem acusa-lo de corrupção e ladrão porque não é. Sustenta ainda que as falas do cabo Gerson ficam apenas no campo do "achismo". “Esse cidadão não me acusou, ele disse que acha. Agora se for ter que responder em relação eu acho fica difícil”, sustenta.




Fonte: RDNEWS
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Pol√≠tica
15/08/2018
14/08/2018
13/08/2018
09/08/2018
08/08/2018
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
EDITADO 3
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2018 - Juara Net