QUEM SOMOS   I   CONTATO

Content on this page requires a newer version of Adobe Flash Player.

Get Adobe Flash player

Juara/MT - 28 de Maio de 2017
notícias
 Sa√ļde
     
Dengue avança em MT sem vacinação pelo SUS

 Keka Werneck, repórter do GD


 

Apesar de Mato Grosso ter registrado este ano até o mês de agosto um número de casos de dengue quase três vezes acima do limite de alta incidência preconizado pela Organização Mundial de Saúde (OMS), o Ministério da Saúde e as secretaria de Estado e municipais de Saúde ainda não sinalizam a incorporação da vacinação contra quatro tipos da doença na rede pública.

Os casos de dengue em Mato Grosso chegaram a 793 a cada 100 mil habitantes e o limite de alta incidência estabelecido pela OMS é de 300.Em 22 municípios a relação já é de 2 mil casos por 100 mil habitantes.

No Paraná, onde a incidência de dengue é menos da metade da do Mato Grosso - 349 casos para cada 100 mil habitantes – o Estado está já promovendo a imunização gratuitamente nos municípios mais afetados. A decisão é do governo de Beto Richa (PSDB).

Há três semanas já começou a campanha de vacinação para quem tem de 9 a 45 em duas cidades, Paranaguá e Assaí, onde a incidência é alarmante e, de 15 a 27, em outras 28 municípios de 399.A vacina da dengue, produzida pelo laboratório francês Sanofi Pasteur, oferece 66% de cobertura, em pessoas de 9 a 45 anos. Com menos ou mais idade que essas a vacina não mostrou-se efetiva, conforme pesquisas.A médica Sheila Homsani, diretora da Sanofi Pasteur, afirma que, ainda que com estes limites, a vacina significaria uma cobertura de dois a cada três alvos do Aedes aegypti, mosquito transmissor da dengue. “É bom lembrar que imuniza contra as quatro tipos da doença”, ressalta.

 

Reduziria também, como afirma a médica, em 93% os casos graves e em 81% as internações hospitalares.

A dose da vacina custa, para a compra junto ao laboratório, de R$ 132 a R$ 134, preço tabelado pelo Ministério da Saúde, conforme a médica Sheila Homsani.A imunização completa é feita com três doses com intervalo de seis meses, com proteção crescente a cada dose.O laboratório está em conversações com o Governo Federal para ampliar a aplicação, como decisão de país. “Está nos acompanhando desde a fase de pesquisa e estamos fazendo reuniões regulares, mas esta ainda é uma decisão local, para quem quiser começar já”, diz ela. “O Ministério ainda está fazendo estudos, para verificar em quais locais e quais públicos vai contemplar e quando”.O Sanofi Pasteur já tem acordo com o Brasil na aplicação da vacina contra a gripe e contra a poliomielite.

O laboratório defende que a vacina pode ajudar os países a alcançarem a meta imposta pela Organização Mundial de Saúde (OMS) de reduzir pela metade as mortes por dengue e a mortandade em 25%.

No privado

Em Cuiabá, esta vacina já está sendo aplicada nas clínicas particulares por R$ 300 a dose. Mas a procura está baixa conforme publicou o Gazeta Digital.

Outros países

Fruto de duas décadas de pesquisas e de estudos clínicos em 15 países, a vacina já obteve registro em cinco desses países (Brasil, México, Filipinas, El Salvador e Costa Rica), estando em análise em diversos outros.

Dengue no Brasil

O Brasil é um dos países mais atingidos pela dengue: enfrenta epidemias desde 1986, tendo vivido o ápice da doença em 2015, com 1,6 milhão de casos. Este ano, até 9 de julho de 2016 foram registrados 1,4 milhão de casos no país, sendo 639 casos graves e mais de 400 óbitos. Em função disso, o governo do Paraná, por exemplo, adquiriu a vacina para ministra-la na rede pública nos municípios de maior incidência da doença. Embora a incidência da dengue no país tenha se reduzido ligeiramente este ano, no Mato Grosso do Sul o número de casos cresceu 96%.

Dengue em MT

No Mato Grosso, as regiões mais afetadas pela dengue são as que englobam os municípios do entorno de Água Boa, Peixoto de Azevedo, Alta Floresta, Colíder e Sinop.Planalto da Serra tem incidência recorde de de 4.042 casos a cada 100 mil habitantes.

No global, 22 municípios do estado apresentam incidência superior a 2.000 casos a cada 100 mil habitantes, com Terra Nova do Norte no topo com 5.390.

O preço da dengue

Um estudo coordenado pelo Centro de Pesquisa Aggeu Magalhães-Fiocruz Pernambuco e Universidade de Pernambuco estimou que a dengue custou ao país entre setembro de 2012 e agosto de 2013 – antes do ápice da doença -R$ 3,9 bilhões de reais (1,2 bilhão de dólares) entre custos médicos e custos indiretos (queda de produtividade e faltas ao trabalho e à escola). 

 




Fonte: Gazeta Digital
 0 Coment√°rios  |  Comente esta mat√©ria!
 Mais Sa√ļde
11/05/2017
06/05/2017
28/04/2017
27/04/2017
19/04/2017
18/04/2017
15/04/2017
13/04/2017
03/04/2017
29/03/2017
 menos  1   2   3   4   5   6   7   mais 
Artigos
Enquete

In√≠cio   -   Eventos   -   V√≠deos   -   Artigos   -   Empregos   -   O Povo Reclama   -   Recados   -   Conhe√ßa Juara
© 2017 - Juara Net